O ator Jude Law e Marcas como a Dior apoiam as Olimpíadas.

Escrito em Tags: , , , , , , , .

   

Quando em 2003, a cidade de Londres se candidatou para sediar as Olimpíadas de 2012, o prefeito da cidade na época, Ken Livingstone, dizia que sua principal motivação era o desenvolvimento da área leste da cidade que estava muito negligenciada.

Agora, faltando 24 dias para o inicio dos Jogos parece que este objetivo foi atingido.

East London, antigamente uma área abandonada, sem atrativos e no “meio do nada”, hoje é cool, cheia de artistas e somente meia hora de trem ou metrô da região central.

A construção do parque olímpico nesta região leste de Londres ajudou a revitalizar a área. O Olympic Park é um complexo esportivo onde acontecerão competições de hóquei, basquete, handball, esportes aquáticos e ciclismo.

Após os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, o parque passará a se chamar Queen Elizabeth Olympic Park. Terá ciclovias, área verde com pelo menos 4 mil árvores, trilhas para caminhada, jardins e playgrounds.

O centro aquático, aqui usado pelo time japonês de nado sincronizado, também se tornará publico.

Outra iniciativa sustentável muito legal desta olimpíada é a usar o esporte e a visibilidade mundial dos jogos para promover a paz.

Na verdade a trégua olímpica teve origem na Grécia antiga. A trégua permitia que atletas, artistas e espectadores viajassem para Olympia para os Jogos e voltassem para casa em paz. Nos anos 90, o Comitê Olímpico Internacional ressuscitou a tradição. Nos Jogos modernos a trégua serve para mostrar como o esporte pode unir e transformar o mundo num lugar sem racismo, política ou preconceito.

Antes de todos os Jogos Olímpicos, o governo do próximo país sede apresenta uma resolução de paz na assembléia geral das nações unidas. A resolução, intitulada “Construindo um mundo melhor e pacifico através do esporte e dos ideais olímpicos” foi apresentada pelo ex atleta olímpico e presidente do comitê organizador da olimpíada e paraolimpíada, Sebastian Coe, em nome do governo britânico.

E para fazer com que as ações pela paz realmente aconteçam, o comitê organizador da olimpíada se juntou com a ONG Peace One Day www.peaceoneday.org.

A Peace One Day foi fundada em 1999 pelo diretor de documentários e ator Jeremy Gilley com o objetivo de criar pelo menos um dia de paz total no mundo, sem qualquer conflito, um cessar fogo geral. As Nações Unidas apoiaram totalmente a resolução e o dia 21 de setembro é desde então o dia mundial da paz.

No começo as atividades realizadas neste dia visavam educar e fazer com que as pessoas pensassem em soluções para prolongar esse período. A partir de 2006 foi possível começar a atuar mais efetivamente em zonas de conflito. No ano passado, por exemplo, mais de 50 mil mulheres e crianças em 23 áreas de conflito foram vacinadas contra doenças fatais neste dia de trégua.

Desde 2006 o ator Jude Law é embaixador da Peace One Day e a Dior é uma das marcas que apóia a ONG. Além dela, Lotus F1 Team, Coca Cola, Google, British Airways, Skype, Innocent drinks e Ocado.

Uma das ações do comitê organizador da Olimpíada em conjunto com a Peace One Day e apresentada pela Panasonic é o convite a jovens de 14 a 25 anos a criar filmes com o tema da paz. Para saber mais acesse: http://www.london2012.com/join-in/education/olympic-truce/

Outra ação pretende divulgar o One Day One Goal que encoraja fãs de futebol do mundo todo a jogar pela paz no dia 21 de setembro. No ano passado mais de 3 mil partidas de futebol aconteceram nos países membros das Nações Unidas neste dia. “Mas não precisa ser só futebol. Você pode jogar qualquer esporte pela paz neste dia”, diz Jude Law.

A ONG acredita que o esporte une pessoas e comunidades e por isso é perfeito usar o poder dele para passar a mensagem da paz.

Beijos, paz e amor.
E até a próxima,
Caliope